Directiva EPBE vai ser alterada até Março de 2020 – Desempenho Energético dos Edifícios

Automatização e monitorização electrónica dos equipamentos técnicos de edifícios não residenciais com potência térmica instalada superior 290KW vai ser obrigatória até 2025.
A tecnologia desenvolvida pela SST permite fazer tudo isto mas de forma inteligente isto é, sem exigências de técnicos especializados e sem necessidade de grandes intervenções uma vez que os dispositivos criados não necessitam de instalação por fio e são capazes de tomar decisões.

Gerem adequadamente a água, a iluminação, o aquecimento, a refrigeração e a ventilação de modo flexível e integrado e podem ser usados em edifícios novos ou existentes.
A capacidade de tomar decisões está directamente relacionada com dois aspectos fundamentais: receber dados de cada um dos dispositivos em tempo real e analisar o seu conteúdo através de um algoritmo especializado que lhe permite tomar decisões imediatamente.
O facto de estar em permanência a receber dados novos que compara com anteriores, cria um processo de aprendizagem útil para usos futuros.

Exemplos:

ÁGUA – Quando o sistema SST detectar ausência de presença no local, e se verificar que nenhum equipamento está a usar a água, o sistema SST toma a decisão de fechar a água do piso ou do prédio.

Vantagem: Evita fugas e consumos desnecessários.

ILUMINAÇÃO – A quantidade adequada de luz no momento e local certo, ligando automaticamente os dispositivos de iluminação quando necessário, presença detectada, ou exigível, se pretender simular presença durante a noite ou período horário específico, ligando e desligando em função das regras funcionais mantendo, quando exigível, a iluminação de conforto sem esquecer, quando configurado, a proibição de exceder determinados níveis máximos luminosos.

Vantagem: Automático, inteligente, consumos optimizados e com elevado conforto para os utentes.

AQUECIMENTO – Ao sair do seu local de trabalho o sistema SST detecta-o e toma a decisão de desligar o aquecimento tornando a ligá-lo antes da sua chegada e no momento exacto para, quando entrar, ter o local à temperatura desejada.

Vantagem: Optimiza os consumos e o conforto dos utilizadores

REFRIGERAÇÃO – O sistema SST liga a refrigeração quando detecta ocupação do local, desligando-a quando detecta “não presença” minimizando o consumo energético e garantindo o conforto desejado.

Vantagem: Adapta o seu funcionamento com conforto à utilização do espaço evitando o desperdício de energia.

VENTILAÇÃO – A ventilação é ligada ou desligada tendo em conta a detecção de presença e a qualidade do ar que se degrada com o número de pessoas ou a ausência de funcionamento. O sistema SST adapta a ventilação ao seu conforto e mesmo que não ocupe o espaço, liga-a para manter o ar renovado.

Vantagem: Qualidade do ar garantida com elevado desempenho energético.

LOAD-SHEDDING – Transversal a todas as regras funcionais, o Sistema SST de LS cria uma tabela com os equipamentos em uso, o seu consumo e a prioridade que tem, tendo em conta a actividade desenvolvida do edifício.
O Sistema SST LS desliga selectivamente equipamentos, de acordo com a prioridade evitando atingir o limite da potência contratada ou se o objectivo é ter uma factura energética mais linear.